top of page
  • Foto do escritorPeartree Publishings

Nos "Bastidores"

Provocação

A história dos "bastidores" do meu primeiro livro

Em vez das dicas e truques rápidos habituais, aproveito um momento para conversar mais sobre meu próprio caminho no labirinto de escrever meu primeiro romance. Vou falar sobre o que me fez começar, os obstáculos ao longo do caminho e por que continuo, mesmo quando tudo parece difícil.


A inspiração por trás desta ideia


Tudo começou com um sonho. Não apenas um sonho qualquer, mas um sonho tão vívido e convincente que me fez acordar no meio da noite, desesperado para capturar sua essência. Esta não era apenas uma sombra na noite; foi a semente do que se tornaria meu primeiro grande projeto de escrita. Eu me esforcei para anotar os fragmentos enquanto eles corriam pela minha mente, com medo que eles desaparecessem com a luz da manhã. Mal sabia eu que essa frenética sessão de rabiscos à meia-noite foi o início de minha jornada na literatura.


Os temas do meu livro, Shadows of Tomorrow, são uma mistura de viagem no tempo, ficção científica e drama histórico. A narrativa desenrola-se em três séculos diferentes – os anos 1800, 1970 e meados do século XXI. Cada época não é apenas um pano de fundo, mas um ator central na história, tecendo uma complexa tapeçaria de ligações humanas que desafiam os limites do tempo.


Dos sonhos à realidade

Sonhando

Muitas vezes descrevi o processo de escrita deste romance como uma escrita sem um esboço ou plano. Esta abordagem permitiu que os personagens e o enredo se desenvolvessem organicamente, às vezes me surpreendendo com os rumos que tomaram. Embora esse método tenha preenchido as páginas com criatividade espontânea, também preparou o terreno para uma tarefa difícil: a edição.


Editar um manuscrito que foi escrito sem um esboço tradicional é como esculpir uma figura detalhada em um bloco de mármore – sabes que há algo dentro, só é preciso muito trabalho para revelá-lo. Eu vi-me reescrevendo capítulos inteiros, refinando pontos da trama e aprofundando arcos de personagens para garantir coerência e continuidade. A liberdade de escrever sem rumo deu origem à história, mas a disciplina de edição está moldando-a num romance.


Equilibrando vida e escrita


Escrever este livro não foi apenas um desafio criativo, foi o que me manteve com os pés assentes na terra durante alguns momentos realmente difíceis ultimamente. Quando as coisas ficaram muito complicadas ou eu me senti encurralado durante a pandemia, mergulhar na minha história me deu um pouco de espaço para respirar. Foi mais do que apenas uma distração. Parecia uma necessidade.


Embora escrever tenha sido um refúgio, também me ensinou algo inesperado sobre como lidar com os desafios da vida – como as minhas lutas com ambientes sociais. Honestamente, sair com amigos ou entrar em uma sala lotada ainda é difícil. Muitas vezes sou apenas um monte de nervosismo, perguntando-me se realmente consigo lidar com isto.


Mas é aqui que a mentalidade de escrever entra em ação. Assim como me concentro intensamente ao moldar uma cena ou desenvolver uma personagem, aprendi a aplicar o mesmo nível de concentração quando saio com amigos. Presto atenção a cada conversa, cada expressão. É estar totalmente presente no momento. Normalmente bebo com apenas uma cerveja e não mais, para manter minha mente afiada, permitindo-me focar apenas nas pessoas com quem estou e bloquear tudo o mais ao meu redor.


Essa técnica não faz desaparecer o nervosismo, mas me ajuda a controlá-lo. Ainda me divirto, rio, envolvo-me nas conversas - e o mais importante, aproveito o tempo com meus amigos, apesar do ruído de fundo da ansiedade. Não é perfeito, mas é um grande passo para mim. Escrever não me ajudou apenas a criar histórias, ajudou-me a viver a minha própria história de forma mais plena sem sempre me sentir como um estranho olhando para dentro.


O que vem depois?


Escrever “Shadows of Tomorrow” foi mais do que apenas escrever uma história; tem sido uma jornada de autodescoberta e enfrentamento. Através dos capítulos do meu romance, encontrei pedaços de mim mesmo e estratégias para lidar com a realidade da minha vida cotidiana. Este livro não é apenas um produto da minha imaginação – é um reflexo do meu crescimento, das minhas lutas e dos meus triunfos.


À medida que continuo neste caminho, editando e preparando para o assustador mundo da publicação, convido todos vocês a se juntarem a mim. Quer você seja um colega escritor, um sonhador ou apenas alguém que adora uma boa história, valorizo sua contribuição e companheirismo.

Que partes da sua vida ressoam com essas experiências? Acha que certos momentos criativos também ajudam-no a lidar com os desafios da vida?


Obrigado por reservar este tempinho para ler sobre minha jornada. Estou animado para eventualmente compartilhar a história completa de “Shadows of Tomorrow” com todos vocês, e espero que isso ressoe em ti tanto quanto em mim. Até lá, continua criando, continue sonhando e vamos continuar a conversa.


Bónus!


Elaborei uma pequena sinopse sobre meu romance, depois de toda a ação nos “bastidores”, uma "sobremesa". Vai dar uma ideia no que estou a trabalhar, na esperança de talvez obter algum feedback. Além disso, criada com Illustrator e Photoshop, a capa que imagino que o livro terá.


“Shadows of Tomorrow” tece uma tapeçaria de vidas ao longo dos séculos, ligadas pelo legado de escolhas e pelas sombras que elas lançam sobre o futuro. Dos sonhos polvilhados de ouro do século XIX aos batimentos cardíacos incertos do século XX, e a um futuro especulativo repleto de perigos cósmicos na segunda metade do século XXI.

Este romance explora a interconectividade da humanidade ao longo do tempo. À medida que os personagens navegam pelos seus desejos, perdas e esperanças, eles descobrem a intricada teia do tempo que os une, revelando que cada momento tem o poder de ecoar através da história.

Uma jornada envolvente de descoberta, legado e espírito humano duradouro, “Shadows of Tomorrow” é um testemunho da natureza atemporal da ligação humana e do impacto das nossas escolhas ao longo das gerações.


SoT




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page